Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

"Seguindo em frente..."

"∂ιғí𝗰ιℓ 𝗰αℓα𝗿 σ ѕιℓêɴ𝗰ισ, 𝗾υαɴ∂σ σ 𝗰σ𝗿αçãσ єхιɢє 𝗿єѕρσѕтαѕ υ𝗿ɢєɴтєѕ."(Bruno de Paula)

"∂ιғí𝗰ιℓ 𝗰αℓα𝗿 σ ѕιℓêɴ𝗰ισ, 𝗾υαɴ∂σ σ 𝗰σ𝗿αçãσ єхιɢє 𝗿єѕρσѕтαѕ υ𝗿ɢєɴтєѕ."(Bruno de Paula)

"Seguindo em frente..."

02
Abr14

"É por Amor, que os corações se tornam Tão indivisíveis"


Dalvinha

043.JPG

 

Você não sabe Quanta saudade você me deixou Lindos momentos Coisas que o tempo jamais apagou Foi tanta emoção amor Tanta coisa que ficou Foi tanta paixão Tanta coisa pra um só coração. Sinto saudade Daquele tempo que a gente sonhou Mas no meu peito A realidade é que nada mudou Quanta solidão amor Quanta solidão amor E a recordação É demais para um só coração. São coisas que eu não sei como dizer Mas eu sei que o meu silêncio você sabe compreender Se você está tão longe, tão distante pra voltar Saiba que eu estou tão perto sem saber como chegar. Talvez sejam lembranças nada mais E eu nem sei dizer se os nossos sentimentos são iguais Já tentei, já fiz de tudo e não consigo te esquecer As vezes penso que os meus sonhos não existem sem você. Você não sabe Quanta saudade você me deixou Sinto vontade De te buscar e dizer como estou Foi tanta emoção amor Tanta coisa que ficou Tanta solidão É demais para um só coração.

 

 

Uma noite de lua cheia
É quase imprescindível
Na silhueta do seu corpo
Eu vejo o invisível
O vento traz de seus cabelos
Um cheiro suave
E eu te juro amor eterno
Nesse instante
Que mágica tem os seus beijos
Que me enlouquecem
Seu jeito de fazer amor
Que é sempre tão suave
Você já sabe como eu gosto
E tudo o que preciso
Eu não seria o mesmo
Se eu não te encontrasse
É por amor que nós fazemos
Sempre coisas impossíveis
É por amor
Que os corações se tornam
Tão indivisíveis
Só no amor que a gente
Entende e sente
O quanto é importante
É por amor que eu estou
Contigo e vivo cada instante
Você me faz sorrir do mundo
E das dificuldades
É o meu porto mais seguro
Em minhas tempestades
E quando de loucura e medo
Eu fico sem saída
Você me acalma e
Ilumina a minha vida
que nós fazemos…
Fonte: LyricFind
 

22729166_140866296543714_5550584845117898433_n.jpg

 

042.JPG

 

 

Me pego remexendo em suas coisas E vou bebendo amargas horas De saudade e de silêncio É como se o amor e a minha vida Virasse uma fotografia De tudo que nós dois vivemos Enquanto os dias passam Aumenta a minha angústia A tristeza é tão vazia Sem teu amor nada é igual Eu tenho medo E essas paredes vão guardar Todos os nossos segredos Sem teu amor, eu fico mal Como eu te quero E cada dia sem você É mais um dia que te espero Aqui estou pedindo a sua volta Perdoe e por favor entenda Que não suporto essa saudade Aqui somente e Simplesmente um homem Que sofre com a sua ausência E que te ama de verdade Mas você foi embora Deixou essa distância Essa tristeza e sofrimento Sem teu amor nada é igual Eu tenho medo E essas paredes vão guardar Todos os nossos segredos Sem teu amor, eu fico mal Como eu te quero E cada dia sem você É mais um dia que te espero Hoje é só solidão O que foi amor Agora é desilusão Hoje é só por você Que bate calado O meu coração Sem teu amor nada é igual Eu tenho medo E essas paredes vão guardar Todos os nossos segredos Sem teu amor, eu fico mal Como eu te quero E cada dia sem você É mais um dia que te espero

 

 Bailarina

 

Fuiste tú
Tenerte fue una foto tuya puesta en mi cartera
Un beso y verte hacer pequeño por la carretera
Lo tuyo fue la intermitencia y la melancolía
Lo mío fue aceptarlo todo porque te quería
Verte llegar fue luz, verte partir un blues
Fuiste tú
De más está decir que sobra decir tantas cosas
O aprendes a querer la espina o no aceptes rosas
Jamás te dije una mentira o te inventé un chantaje
Las nubes grises también forman parte de paisaje
Y no me veas así, si hubo un culpable aquí
Fuiste tú
Que fácil fue tocar el cielo la primera vez
Cuando los besos fueron el motor de arranque
Que encendió la luz que hoy se desaparece
Así se disfraza el amor para su conveniencia
Aceptando todo sin hacer preguntas
Y dejando al tiempo la estocada a muerte
Nada más que decir
Sólo queda insistir
Dilo
Fuiste tú
La luz de neón del barrio sabe que estoy tan cansada
Me ha visto caminar descalza por la madrugada
Estoy en medio del que soy y del que tú quisieras
Queriendo despertar pensando como no quisiera
Y no me veas así, si hubo un culpable aquí
Fuiste tú
Que fácil fue tocar el cielo la primera vez
Cuando los besos fueron el motor de arranque
Que encendió la luz que hoy se desaparece
Así se disfraza el amor para su conveniencia
Aceptando todo sin hacer preguntas
Y dejando al tiempo la estocada a muerte
Nada más que decir
Sólo queda insistir
Fuiste tú
Que fácil fue tocar el cielo la primera vez
Cuando los besos fueron el motor de arranque
Que encendió la luz que hoy se desaparece
Así se disfraza el amor para su conveniencia
Aceptando todo sin hacer preguntas
Y dejando al tiempo la estocada a muerte
Nada más que decir
Si quieres insistir
Fuiste tú
Fonte: LyricFind
Compositores: Ricardo Arjona
Letras de Fuiste Tú © Sony/ATV Music Publishing LLC
 
 

 

Esse filé maravilhoso que é meu bofe
Quando me toca, a minha alma quase voa. 
Meu menestrel diz que me ama em cada estrofe. 
Quer sempre bis, me quer feliz com a pele boa 

É dengoso, é gentil, cavaleiro elegante de mais tipo assim, 
Muitas flores me traz como já não se faz abre a porta do carro pra mim
Quando desço barraco com ele debocha me diz que é de paz 
Ai que endurecerse, sin pero perder la ternura jamás... 

É um desassossego geral se ele vai me buscar no emprego. 
As matildes comentam que eu não mereço esse lindo deus grego... 
Rola uma saia justa, que às vezes me assusta, mas sei muito bem o que valho

Grudo no meu felino, ai esse menino dá muito trabalho... 
Mais eu estou ligada, ganho essa parada. 
Não vem que eu não dou mole, tira o olho mona
Não vem criar conflito que esse moço bonito tem dona... 
Não vem assim melosa arrastando asa pro meu amado rala, sai batida, vaza... 
Esse beijo lascivo é pra uso exclusivo da casa...

É dengoso, é gentil cavaleiro elegante de mais tipo assim, 
Muitas flores me traz como já não se faz abre a porta do carro pra mim
Quando desço barraco com ele debocha me diz que é de paz 
Ai que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás... 

É um desassossego geral se ele vai me buscar no emprego. 
As matildes comentam que eu não mereço esse lindo deus grego... 
Rola uma saia justa, que às vezes me assusta, mas sei muito bem o que valho. 
Grudo no meu felino, ai esse menino dá muito trabalho... 
Mais eu estou ligada ganho essa parada. 
Não vem que eu não dou mole, tira o olho mona. 
Não vem criar conflito que esse moço bonito tem dona... 
Não vem assim melosa arrastando asa, pro meu amado rala, sai batida, vaza... 
Esse beijo lascivo é pra uso exclusivo da casa...

Mais eu estou ligada, ganho essa parada. 
Não vem que eu não dou mole, tira o olho mona. 
Não vem criar conflito que esse moço bonito tem dona... 
Não vem assim melosa arrastando asa pro meu amado rala, sai batida, vaza... 
Esse beijo lascivo é pra uso exclusivo da casa...

027.JPG

Um abraço, Dalvinha

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Aviso

"ESTE BLOG GRAVA IPS E POSSUI RASTREADOR."

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub